sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Quando Você Penetra O Meu Corpo




Quando te sinto sobre mim,
e minhas mãos habilidosas percorrem
cada centímetro de você,
quando minha boca te leva ao delírio,
e minha saliva facilita o deslize,
dos movimentos que te enlouquecem.
Quando te sugiro indecências,
e você vira meu cúmplice nos
mais ousados momentos de prazer.
Quando tua língua macia
absorve meu néctar,
e bebe meu gozo, e me dá um pouco 
de mim em beijos profundos.

Quando vivo essas loucuras com você,
me sinto uma fêmea devassa,
sem culpa e sedenta de prazer,
que acalma depois de sentir os múltiplos
orgasmos que você me proporciona.

Por tudo isso, não me canso do teu corpo.

Autora: Sandra Ribeiro

11 comentários:

  1. Belo poema onde a paixão ardente e delírio de amor,esta no ar e realiza o amor dos amantes.
    Seu blog é show de uma sensualidade maravilhosa, e viva o amor.Adorei e já estou seguindo.
    Felicidades.
    http://wwwavivarcel.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei. Palavras doces para um sexo ardente.
    Voltarei mais
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Querida amiga

    A vida tem fome de vida.

    Assim deve ser.
    E que a entrega seja
    com o corpo
    e com os sentimentos.
    Que nos tire do chão,
    mas não nos roube de nós.

    Que a alegria seja
    um rio a correr
    em tua vida.

    ResponderExcluir
  4. Belo, excitante, arrebatador!...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  5. Boa semana pra vc!
    Bjsss molhados
    LEO


    Eu que não me sento
    No trono de um apartamento, com a boca escancarada
    Cheia de dentes (na frente do meu Lap)
    Esperando a morte dos blogues chegar...
    E você???

    OPINE no
    seximaginarium.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olha, adorei esse espaço aqui, muito ardente esse blog, adoro poesias que falam de entregas, vc deve saber, pois falo no meu blog. Vou te visitar mais. Lindo!!! Um forte abraço.

    ResponderExcluir
  7. Belo e excitante... Delicia!...


    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  8. Muito bom esse blog. Adoro a forma como usa as palavras e faz nossa imaginação viajar. Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Voulait être tes larmes.

    Forth de vos yeux,

    Roll dans votre visage,

    Je termine dans vos lèvres!



    Voulait être votre salive.

    Né dans la bouche,

    Impliquez-vous dans votre langue,

    Être prises à l'intérieur de vous!



    Voulait être votre sueur.

    Drain de votre corps,

    Parcourez vos courbes,

    Je sèche sur vos vêtements.



    Voulait être vos mains,

    avec eux pointant dans ma direction.

    Et une volonté de ne pas le contrôle,

    Tenez sur mon corps et devenir le vôtre!

    ResponderExcluir

Diga o que achou daqui, ficarei feliz de saber a sua opinião! Muito obrigada pela visita!